Publicado em

Quais são os principais sistemas táticos ofensivos do Futsal?

O jogo de Futsal é composto por ações e interações que se fazem presentes nas fases defensiva e ofensiva. Nesse sentido, a existência de ações e interações conduz à organização da equipe. Desse modo, surge o conceito de sistemas táticos no futsal ou sistema de jogo, em que segundo Rui Rodrigues:

“Define-se como a distribuição de jogadores na quadra de jogo, com vista a potenciar situações ofensivas para a obtenção de gol e, ao mesmo tempo, anular as manobras ofensivas das equipes adversárias”.

Logo, sistema tático é sinônimo do sistema de jogo da equipe. Ao mesmo tempo, durante uma partida de futsal as equipes podem apresentar diversas variações nos sistemas já estabelecidos para alcançar seus objetivos.

Em síntese, os sistemas táticos no futsal surgem com o objetivo de facilitar a interação entre os componentes para resolver os problemas que uma partida oferece. Dessa forma, o treinador deve preestabelecer regras, para que haja coordenação das ações dos atletas.

Desenhos dos Sistemas Táticos no Futsal

Antes de tudo, para garantir um sistema tático ofensivo eficiente, é necessário definir o desenho ofensivo que melhor se adequa à equipe. Logo, podemos destacar os seguintes desenhos ofensivos do Futsal:

  • 2 x 2 (dois-dois);
  • 3 x 1(três-um);
  • 4 x 0 (quatro-zero);
  • 2 x 1 x 1 (dois-um-um).

Desenho ofensivo 2 x 2

Fonte: criado pelo autor por TacticalPad

É o desenho ofensivo mais conhecido no Futsal. Primeiramente, caracteriza-se pela ocupação de dois atletas na meia quadra defensiva e os outros dois na quadra de ataque. Muitos movimentos, padrões de jogo e manobras ensaiadas se desenvolveram a partir do 2 x 2.

Nesse sentido, utiliza-se este desenho com muita frequência em categorias de formação e base, por ser de fácil compreensão pedagógica. Assim, os treinadores usam este sistema tático como método de adaptação às funções táticas e introdução de movimentos adaptados a cada faixa etária.

Desenho ofensivo 3 x 1

Fonte: criado pelo autor por TacticalPad

É um dos desenhos ofensivos mais utilizados no alto rendimento, pois possibilita diversas rotações e trocas de posicionamento (simples ou mais elaboradas) entre os jogadores. Além disso, o pivô tem extrema importância dentro do desenho, devido às movimentações exigirem um esforço específico do atleta que ocupa a posição.

Dessa forma, o pivô, geralmente, deve ter apurado poder de finalização. E ao mesmo tempo, deve saber auxiliar e jogar conforme as movimentações pré-determinadas, além de possuir criatividade nas tomadas de decisão.

Desenho ofensivo 4 x 0

Fonte: criado pelo autor por TacticalPad

É o desenho ofensivo mais moderno do futsal. A princípio, sua principal característica é que todos os jogadores assumam os papéis nos diferentes setores da quadra, o que exige atletas versáteis e inteligentes taticamente.

Além disso, o desenho do sistema tática 4 x 0 pode representar a quebra do desenho 3 x 1, dentro de um sistema específico, quando o pivô abre mão de seu posicionamento habitual para juntar-se aos demais companheiros na organização do jogo. Dessa forma, o desenho 4 x 0 é muito utilizado pelas equipes de alto rendimento por possibilitar manobras que envolvam a defesa adversária. Isto poderá dar prioridade aos espaços vazios nas costas da marcação.

Desenho ofensivo 2 x 1 x 1

Fonte: criado pelo autor por TacticalPad

Definitivamente, é uma das configurações mais ousadas e que permitiram inúmeras mudanças de conceitos do sistema ofensivo. De antemão, o que caracteriza o sistema em “L” é a versatilidade e a grande aplicabilidade nas ações de jogo.

Nesse sentido, é bastante utilizado como variação tática dentro dos sistemas táticos, sobretudo em situações de jogo especial, como na utilização de Gol Linha ou em momentos de bola de parada.

Não existe “o melhor desenho ofensivo”

Em conclusão, é necessário ressaltar que, no Futsal, é difícil falar em um desenho ofensivo ideal, pois a troca de posições é constante, devido a elevada taxa de movimentação numa disputa. Portanto, devido ao ambiente competitivo extremamente variável, não devemos fazer juízo de valor acerca dos desenhos ofensivos. Ou seja, não existe o “melhor desenho no sistema tático ofensivo”. Logo, não podemos entender os desenhos de maneira estanque, mas sim em constante mudança.

Links de Referência