Publicado em

Como ser scout de futebol?

O Scouting é uma área em franca ascensão no futebol. E por isso, cada vez há mais interessados em ingressar nesta vertente de observação de jogadores, quer seja para clubes, agências de representação de jogadores ou para empresas prestadoras de outros serviços de observação. Neste texto não passaremos uma “receita” de como ser scout de futebol, visto que ela não existe. No entanto, falaremos o que os empregadores na área do Scouting procuram e valorizam.

O que os clubes e agências procuram num scout de futebol?

Muitas das características que os clubes e agências procuram num scout de futebol são idênticas, quer sejam elas técnicas (ao nível do conhecimento), sociais ou psicológicas.

Algumas das características valorizadas num scout são:

  • Bom conhecimento do jogo e do treino;
  • Boa capacidade de análise individual e coletiva;
  • Formação e capacitação, estando em constante aprendizagem;
  • Proatividade;
  • Ambição e Autocrítica;
  • Pessoas motivadas e resiliente;
  • Capacidade de adaptação;
  • Disponibilidade de tempo;
  • Isento e imparcial;
  • Organizado;
  • Discreto.

Em caso de candidatura espontânea, quem abordar?

Muitas das candidaturas que os clubes e agências recebem são espontâneas, ou seja, não provém de uma oferta de emprego, mas sim de um contato direto com algum responsável da entidade. Então, exploraremos um pouco sobre quem abordar quando você for realizar uma candidatura espontânea.

Em caso de clube:

No caso de um clube, há diversas pessoas que podemos abordar. No sentido de integrar o departamento de Scouting, no entanto, destacaremos duas pessoas mais indicadas para receberem a candidatura.

Chief de scout / Coordenador de scouting

A pessoa mais indicada para abordar sobre a possibilidade de integrar o departamento de Scouting de um clube é o Coordenador de Scouting ou Chefe de Scout, porque ele é o responsável do departamento de observação individual de um clube.

Diretor Esportivo

O diretor esportivo é uma das figuras mais importantes do clube, tanto ao nível da tomada de decisão como de influência ao nível esportivo. Além disso, ele está em contato direto com o coordenador de Scouting do clube, sendo uma das pessoas mais indicadas para abordar o assunto de sua candidatura. Em alguns casos, sobretudo em clubes de divisões mais inferiores, não existe um departamento de Scouting, sendo o diretor esportivo a pessoa que está responsável sobre a matéria do Scouting e análise individual.

Para além destas 2 pessoas acima descritas, o candidato pode contatar outras figuras do clube, por exemplo: presidente, diretor/coordenador técnico ou treinador. Mas, isso dependerá de como o clube está organizado e qual a realidade de cada um.

Em caso de agência de representação:

No caso de uma agência de representação, o candidato deverá buscar outras pessoas para apresentar sua candidatura. À semelhança dos clubes, destacaremos as duas principais figuras que deverão ser abordadas para manifestar seu interesse de trabalho.

CEO/Fundador

Primeiramente falaremos do CEO e/ou fundador, sendo o responsável máximo da agência. Todas ou quase todas as decisões mais importantes passam por ele, incluindo a entrada de um novo membro, seja ele scout de futebol ou agente.

Chefe de scout / Coordenador de Scouting

Assim como nos clubes, nas agências o Chefe de Scout também é o responsável pelo departamento de Scouting de uma agência. Apesar de, normalmente, a entrada de um scout não depender só dele, mas também da decisão do CEO, o Chefe de Scout é, geralmente, uma figura mais acessível de contatar em comparação com o CEO.

Para integrar o departamento de Scouting de uma agência, o candidato também pode contatar outras figuras daquele local, por exemplo, um agente ou scout que seja seu conhecido e já esteja nos quadros da empresa.

Como abordar os empregadores?

Após escrever sobre quem abordar, falaremos sobre outro ponto importante: como abordar os empregadores?

Há diversas formas de contactar os empregadores, sendo que as mais aconselháveis são:

  • E-mail;
  • Contato telefônico (WhatsApp ou ligação);
  • Redes sociais (destacando o LinkedIn).

O que aprendemos sobre o Scout de futebol?

Assim como referido no início do texto, uma grande parte das candidaturas recebidas são de forma espontânea. Sob o mesmo ponto de vista, boa parte das candidaturas espontâneas são aceites ou, caso não sejam aceites de imediato, normalmente os recrutadores (clubes e agências) deixam a candidatura na base de dados, para caso haja alguma necessidade num futuro próximo. Portanto, a candidatura espontânea é uma boa opção para os profissionais que querem entrar no mundo do futebol, mais especificamente do scouting.

Você também pode estudar conosco fazendo parte da nossa Comunidade de estudos:

Confira abaixo um episódio do Podcast sobre o assunto: