Publicado em

As contribuições da psicologia esportiva para a posição de goleiro

A psicologia esportiva é o estudo científico de atletas e equipe técnica referente ao comportamento desses em contextos esportivos. Em outras palavras, o objetivo maior da psicologia esportiva é desenvolver e potencializar as habilidades e competências psicológicas dos praticantes do alto rendimento. Assim, os atletas manterão sua melhor performance durante a competição e terão um bem-estar psíquico na sua carreira.  

É visto que algumas equipes não contam com estes profissionais, ou por questões financeiras e/ou organização interna. Dessa forma, o trabalho psicológico fica ao encargo dos próprios treinadores e preparadores. Dentre todas as posições dos jogadores de futsal e futebol, sabemos que a posição de goleiro é única e com atribuições exclusivas. Bem como, compreendemos a importância do treinamento técnico-tático e a preparação física específica. Logo, identificamos uma posição que é constantemente cobrada, pressionada e, qualquer ação errada, irá interferir no resultado da sua equipe.

Desse modo, o goleiro precisa ter um alto equilíbrio emocional, preparado para enfrentar erros na partida e continuar com o mesmo rendimento até o final. Um atleta seguro gera confiança para os colegas e torcida. Mas como a psicologia esportiva pode auxiliar neste bom rendimento?

A psicologia esportiva e a posição de goleiro

O trabalho psicológico com o goleiro é fundamental nestas modalidades citadas acima, pois é uma posição que envolve ações do sistema nervoso a todo momento, como a concentração, disciplina e liderança, sendo ele um líder dentro de quadra e campo.

Obviamente há vários fatores que levam ao estado de excelência da performance. Uma delas é ação motora em realizar uma defesa correta e no tempo certo. Contudo, o autocontrole emocional é de suma importância. Para isso, o ideal é que o treinamento envolva situações táticas-técnicas específicas da posição, mas também bons diálogos para identificar pensamentos de tensão e medo destes atletas.

Ainda nesse sentido, a psicologia esportiva aborda algumas técnicas que auxiliam no desenvolvimento do autocontrole do goleiro e potencializam suas qualidades no jogo. São elas: técnicas de respiração, ensaio mental, estabelecimento de metas, controle de frustração após o erro e auto avaliação.

Técnicas de respiração

A maior parte dos atletas respiram de forma insuficiente e inadequada e, por ser um processo natural, nem sempre é observado. Sabemos que uma boa respiração resulta na oxigenação mais completa, aliviando a tensão e o estresse. Como resultado, esse fator auxilia os jogadores antes e durante o jogo.

Ensaio mental

O ensaio mental refere-se a palavra “visualização”. Podemos considerar o ensaio mental como uma ação de movimento correta, ou visualizar o alcance dos objetivos que almeja.

Estabelecimento de metas

Estabelecer metas auxilia o atleta a saber onde quer chegar. Esse planejamento pode ser feito com o treinador de goleiros ou comissão técnica. Em síntese, seria o que o atleta busca durante o treino e/ou jogo competição.

Controle de frustração

O controle da frustração após um erro é fundamental para qualquer atleta, ainda mais para um goleiro. No futsal e no futebol precisamos entender de forma clara que qualquer erro interfere no resultado, e que todas as posições falham. Falhar é um processo natural do ser humano, mas é necessário aprender a lidar com estas falhas. Ou seja, não podemos acreditar que os erros são uma tragédia irreparável, mas sim uma jogada que não deu certo. Dessa forma, isso não pode influenciar no comportamento do atleta até o final. O goleiro precisa aprender a conviver com os erros e frustrações, potencializando o controle emocional, gerando autoconfiança.

Auto avaliação

E, por último, a auto avaliação. A análise de vídeos pode ser crucial para observar o que está errado e o que está certo, observando sua progressão. Os vídeos do próprio treinamento são importantes para tal.

Como abordar estas técnicas no treinamento?

É de suma importância que o preparador tenha claro o planejamento, estando organizado em uma periodização de treinamento adequado para a realidade dos atletas. Isso deve ser somado aos objetivos e metas estipulado pelos goleiros e preparador no início de temporada. O primeiro passo para o sucesso é estabelecer metas:

  • Como quero estar ao final da temporada?
  • Onde quero chegar a partir dos treinamentos?
  • Como se dará este percurso?
  • O que preciso fazer para alcançar o que almejo?

Essas são algumas questões norteadoras que potencializam o bom rendimento nos treinamentos, ou seja, o planejamento está ligado diretamente com o objetivo a ser alcançado e com o desempenho do atleta. Treinamento amplo, intenso e adequado levam o goleiro a um nível ideal de concentração e motivação.

Os goleiros podem evoluir muito através do auxílio de observações e registros. As análises qualitativas também são atuantes neste processo, pois permitem identificar ações motoras e tomadas de decisão que sofreram influência por conta do nervosismo e ansiedade, por exemplo.

A importância do autocontrole no jogo competição

O goleiro precisa tomar decisões apropriadas ao jogo a todo momento, e alguns mecanismos úteis para manter a concentração são:

  • Ajustar a posição em relação ao adversário;
  • Ficar preparado para enfrentar um rápido contra-ataque;
  • Estar em constante contato com o jogo e passar informações e estímulos para a defesa.

Sabemos que o medo é produto da imaginação humana. Mas, quando o atleta está a frente de uma situação X no jogo, ele deve ter a compreensão que executar a melhor ação motora é uma forma de diminuir erros. Assim, quanto mais repertório o goleiro obtiver nos treinamentos, mais facilmente combaterá o medo, tendo maior domínio de suas ações corporais no espaço e da parte emocional.

Em síntese, o goleiro deve lidar com o aqui e o agora. Erros passados devem servir de aprendizado. O preparador precisa enfatizar habilidades positivas dos atletas. Além de todas as estratégias citadas acima, outra opção é induzir o goleiro a terminar cada exercício com uma boa defesa. E, acima de tudo, é importante que o goleiro sempre tenha uma meta definida, obrigando-o a treinar de forma consistente. O treinamento deverá estar atrelado ao planejamento, deve ser motivador. A autoconfiança é o mais importante de um goleiro, sendo requisito fundamental para almejar o sucesso.

Fontes e Referências

Contato do Autor:
Instagram: @Torettifaveri

Confira abaixo um episódio em nosso Podcast sobre o assunto: